queijo quinta da lagoa

“Um leite limpo de um rebanho são, dará sempre um
grande queijo”. Assim o afirmam, desde tempos idos, os
sábios pastores da Serra da Estrela e assim é, desde sempre, na Quinta da Lagoa.

rebanho e produção própria

Na Quinta da Lagoa, propriedade da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau, em pleno coração da Serra da Estrela, seiscentas ovelhas bordaleiras vivem felizes num ambiente tranquilo, de pasto verde e tenro, num espaço imenso e onde a Lagoa que dá nome à Quinta cumpre um papel primordial. Um capricho da natureza que oferece as condições ideais para que aqui se produza o Queijo com Denominação de Origem Protegida (DOP) pelas mãos sábias das queijeiras que transformam o leite num queijo 100% natural, com um bouquet muito suave, limpo e ligeiramente acidulado.

O domínio da cadeia de valor – exploração de rebanho próprio, produção de leite, produção de Queijo e os espaços da Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau que oferecem a experiência de juntar dois sabores tradicionais numa especialidade única – promove sinergias e permite controlar o processo, garantindo que não se fazem quaisquer concessões ao custo da produção, porque a relevância está toda no respeito pela origem e no respeito pelo consumidor. Assim se afirma a autenticidade e a pureza da qualidade.

origem e autenticidade

Por entre vales, riachos, montanhas e planaltos a perder de vista, a Serra da Estrela revela um dos mais prodigiosos ícones gastronómicos do país. O maciço montanhoso que compõe a paisagem da Serra da Estrela, com primaveris tapetes de flores alternados com invernosos mantos de neve, encerra em si os vales de origem glaciar e as principais nascentes hidrográficas de Portugal. Este é, desde há mais de mil anos – muito antes da formação de Portugal enquanto nação -, o cenário perfeito para a criação de um dos mais prodigiosos ícones gastronómicos do país: o Queijo Serra da Estrela DOP, produzido pela Quinta da Lagoa.

sabedoria ancestral

Da combinação virtuosa da sabedoria ancestral do Homem com a Natureza, que chama a si as ovelhas de raça Bordaleira sabiamente conduzidas pelos pastores na busca dos pastos mais frescos da região, nasce a legitimação da certificação que permite eleger o genuíno Queijo Serra da Estrela DOP – Denominação de Origem Protegida. É essa sabedoria que carrega a arte de transformar, como ninguém, o leite de ovelha em queijo, ao qual se adiciona apenas a flor de cardo e o sal. E, na Quinta da Lagoa, um outro ingrediente fundamental: Alma.

queijo serra da estrela dop

É hoje amplamente reconhecido como um dos mais extraordinários queijos do mundo, mas tem já uma longa história. É, aliás, o mais antigo de todos os queijos portugueses, com várias menções na obra do mestre Gil Vicente. Em 1287, o Rei Dom Dinis criou a primeira queijaria, na Serra da Estrela, pelo reconhecimento dos recursos naturais e das propriedades únicas das condições da região. O queijo Serra da Estrela representava, já nessa altura, uma saborosa e nutritiva fonte alimentar, ao mesmo tempo que garantia uma excelente durabilidade, motivo pelo qual era presença assídua nas viagens dos pastores e dos grandes exploradores de então. O Queijo Serra da Estrela DOP foi nomeado uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal em 2011, e o que é produzido pela Quinta da Lagoa foi premiado com a Medalha de Prata “Olimpíadas Itália”.

certificação dop

À calmaria das encostas serranas da Estrela e à vastidão dos pastos, segue-se a ordenha diária e rotineira das ovelhas bordaleiras pelos pastores da região. Levado para as queijarias, o leite é ali coado num processo paciente e manual, cuja finalidade é segregar o soro do coalho. Bem compactado pela destreza das mãos das mulheres que o fazem desde há muito, o coalho passa por um período de maturação de cerca de 30 a 40 dias, durante o qual os queijos são lavados e virados diariamente até estarem prontos a consumir. A marca de certificação DOP – que a Casa Portuguesa do Pastel de Bacalhau exibe com orgulho em forma de diploma de sócio honorário da Estrelacoop, materialização de uma parceria que começou em 2014 – comprova a autenticidade do queijo, de textura amanteigada, deformável ao corte e com um sabor tão singular, fruto de um trabalho apaixonado e apaixonante.